Botão de busca

 

Ministério Público do Estado da Bahia Ministério Público do Estado da Bahia - Procuradoria -Geral de Justiça Portal Links Notícias Áreas de Atuação
 
WebmailIntranet
 

Menu Principal
E-mails Administração Superior
E-mails Procuradorias de Justiça
E-mails Promotorias de Justiça
E-mails Órgãos Auxiliares

 

 

Portal | Notícias | 2008
Notícias - Assessoria de Comunicação Social

 

Assessoria de Comunicação Social
Data: 19/09/2008 Redatora: Aline D'Eça – MTb/Ba 2594

 

Denunciados integrantes de
quadrilha de roubo a caminhão

 

Doze integrantes de uma quadrilha especializada em roubos a caminhões de carga pesada em Juazeiro foram denunciados ontem, dia 18, pelo Ministério Público baiano, em uma ação penal pública ajuizada pelo promotor de Justiça Rildo Mendes de Carvalho. De acordo com o representante do MP, os denunciados Edimir dos Santos, vulgo “Demir”; Ednariovan Figueiredo, vulgo “Edmário”; Francisco da Silva Santos, vulgo “Neto”; Edvaldo Alves Dias, vulgo “Galego do Chassi”; Aldacy Melo, vulgo “Daú”; Edinelson Leite da Silva; Jacó de Miranda Pedreira; Raimundo Portugal, vulgo “Nelson”; José Adalberto Estevam, vulgo “Adalberto”; Valney Júnior; Edmilson Freitas; e Carlos “da Carroceria Itabaiana” agiam subtraindo os caminhões em Juazeiro e os entregando em Feira de Santana, onde era feito o desmanche dos veículos roubados e comercializava peça a peça.

Ainda segundo Rildo Carvalho, o modus operandis da quadrilha era sempre o mesmo: à vítima era proposto o transporte de uma carga de frutas e, após aceito o “negócio”, ela era guiada até uma estrada onde se encontravam os outros membros do grupo criminoso e o assalto era anunciado. O caminhão era, então, roubado e a vítima permanecia rendida em um matagal por até oito horas, a fim de garantir o sucesso da operação. Com a prisão de Edmir e Edinariovan em agosto pela polícia, os outros criminosos foram sendo identificados. “Esse grupo armado age em comunhão de desígnios e com o liame psicológico de roubar caminhões, desmanchá-los e vender ou expor à venda as peças destacadas, como se legais fosse”, explica o promotor, que pediu a condenação de todos nas sanções penais previstas nos art. 157, parágrafo 2º, V (roubo de veículo automotor) e art. 288 (quadrilha), na forma do art. 69 (concurso material) do Código Penal.

 

 

 

ASCOM/MP – Telefones: (71) 3103-6505/ 6502/ 6567

 

 
5ª Avenida, n°, do Centro Administrativo da Bahia - Salvador - Bahia - CEP 41-745-004 - Brasil - Tel: (71) 3103-0100
Dúvidas, críticas ou sugestões? Clique aqui
ou telefone para a Ouvidoria: 0800-284-6803 Copyright © 2005. Ministério Público do Estado da Bahia. Procuradoria-Geral de Justiça.
Facebook Twitter